Decoração com Vidro temperado e Vidro laminado Vidros e Esquadrias em Lucas do Rio Verde, MT

Vidro temperado
O vidro temperado é o vidro comum que passou por um tratamento térmico para modificar as suas características como a dureza e a resistência mecânica. O resultado é um vidro mais rígido e com maior resistência térmica do que o vidro não temperado. E como ele é produzido a partir de um vidro comum, possui todas as suas características tais como transparência, coloração e paralelismo nas faces.

Por isso, o vidro temperado é indicado para divisão de ambientes, box, fechamento de áreas, vitrines, portas, entre outros. Porém o vidro temperado não pode ser cortado ou partido. Todos os orifícios para hastes ou parafusos e até mesmo o polimento e lapidação de suas bordas deve ser feito antes dele ser transformado em temperado, pois qualquer dano feito em sua superfície pode resultar no estilhaçamento completo da peça. Apesar de sua maior dureza e rigidez, ele é menos flexível que o vidro comum ou o vidro laminado.

Devido a suas características, ao ser quebrado, o vidro temperado se estilhaça em inúmeros pedacinhos pequenos. O que se torna menos perigoso para causar ferimentos em pessoas do que um vidro comum que se quebra em pedaços grandes e pontiagudos, virando verdadeiras “armas”.
É um vidro frequentemente utilizado nas janelas laterais e traseiras dos automóveis, box de banheiros, além da estar em diversos utensílios de cozinha como panelas, prateleiras das geladeiras, pratos e alguns copos.
O vidro temperado também pode ser encontrado em outras cores além do incolor, tais como verde, bronze e fumê.

Vidro laminado
O vidro laminado tem um processo de fabricação bem diferente do temperado. São duas lâminas de vidro comum texturizado, fumê ou mesmo temperado, coladas por uma película de PVB ou resina, geralmente incolor. Isso gera maior segurança pois se as peças se quebrarem, ficam coladas na película, evitando que se espalhem pelo chão. Com a aplicação do laminado, eventuais ferimentos por pessoas são evitados.

Os vidros laminados podem ser fabricados com uma infinidade de cores que variam de acordo com a combinação dos vidros, o número de películas de PVB e as cores dessas películas ou resinas.
Além de segurança, a laminação confere ao vidro um maior conforto acústico e quando produzidos com placas de vidro refletivo de controle solar, tornam-se eficientes para manter o conforto térmico e ainda bloqueiam raios UV em até 99%.

O laminado simples é mais utilizado em divisórias, portas, janelas, clarabóias, pára-brisas de carro, fechamento de sacadas, guarda-corpos, fachadas e coberturas.

O custo do vidro laminado também é um pouco maior que o temperado, porém é mais adequado em algumas situações como em pára-brisas de automóveis, janelas, varandas ou onde não pode cair o vidro quebrado, como em clarabóias e corrimãos. Assim como o vidro temperado, no entanto tem pouca resistência a impactos frontais em relação ao vidro temperado.
É possível desenvolver peças de vidro laminado de até 30 mm, o que gera uma infinidade de possibilidades de aplicação e maior segurança também como no caso de escadas.
Dicas gerais
O vidro, em geral, é um material sensível por isso é importante contratar mão de obra especializada para a sua instalação. Os cuidados devem ser tomados desde antes do processo de fabricação, durante o transporte, o armazenamento das peças e durante a instalação, para evitar quebras, rachaduras, lascas que possam afetar o material.
Na hora de escolher e instalar vidros, é preciso seguir as determinações da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).
É importante que seja feito um projeto detalhado por um engenheiro ou arquiteto para determinar a espessura ideal do vidro e a forma correta de fixação. E para sacadas, varandas, escadas e pisos, ainda não há normas publicadas e documentos que precisam ser emitidos por estes profissionais.